O Google continua de olho no seu histórico da web, porém será menos invasivo!

O Google anunciou que deixará de exibir anúncios com base no histórico de navegação pessoal dos usuários. A decisão está relacionada ao Privacy Sandbox, que visa encerrar o suporte para cookies de terceiros no Chrome até 2022, para fornecer mais privacidade sem prejudicar os anunciantes.


O Google Ads usará a API para proteger a privacidade e evitar o rastreamento pessoal. Uma das soluções promovidas pela empresa é o Aprendizado Federado de Coortes (FLoC). Este modelo abandona cookies de terceiros e coleta dados de navegação para um grande número de usuários com interesses comuns.

De acordo com o Google, o Chrome 90, que será lançado em março, deve começar a ser testado com a opção de cookies de terceiros. A companhia informa que o navegador vai disponibilizar audiências baseadas em FLoC para testes abertos. Os anunciantes do Google Ads receberão o modelo no segundo trimestre.

O plano de encerrar o suporte a cookies de terceiros tornou o Google objeto de uma investigação antitruste no Reino Unido. A CMA é a agência que regula o mercado do país e quer saber se essa medida resultará na concentração de mais receita nos produtos do Google.

Siga @noticiasdaadvocacia e ative as notificações para ser informado sobre todas as novidades!

2 visualizações